sexta-feira, 21 de maio de 2010

Coisas que ficarão para sempre...

A ligação de uma mãe com um filho é algo inexplicável... É um elo de amor, dedicação, cumplicidade... O mundo transforma-se a partir do momento que vemos, pela primeira vez, a carinha linda do nosso pimpolho. E com o passar dos dias, meses, vão estabelecendo-se códigos, hábitos únicos que ficarão marcados para o resto da vida...

Esse é um dos meus com o Diego. Desde pequenino, ele sempre viajou muito de carro. E para transmitir-lhe segurança, ia ao lado dele. Dava-lhe o meu dedo e ele o agarrava com confiança. Nem mesmo a dormir, largava-o... era sinal de que a mamã estava ali...

E ainda hoje, mantemos o gesto. O papá vai no banco da frente, de choffeur... e nós vamos nos divertindo atrás... Quando ele crescer, pode não se lembrar, mas sempre que olhar para a carinha dele, com certeza, vou recordar esses momentos...
Outro facto que vai ficar marcado na minha memória é uma das canções de ninar que o Diego mais gosta... Um belo dia, daqueles que ele não adormecia de jeito nenhum, não sei como nem por que, lembrei-me de cantar-lhe "Pais e filhos", do Legião Urbana. Essa banda marcou muito os adolescentes da minha geração, mas na época, não era das minhas favoritas... Voltando ao Diego, bem... ele adorou a melodia... a música, não sei... Desde a primeira vez que a cantei, acalmou-se e dormiu... Então, entrou no nosso "hit parade" da hora de ninar ! Ontem mesmo tive que recorrer a ela bem no meio da madrugada. Palavras sábias essas do Renato Russo... e agora que sou mãe, fazem muito mais sentido para mim... E você ??? O que marcou ou está marcando o crescimento do seu filho ???
Para quem não conhece a música "Pais e filhos", deixo um presentinho para começar o fim de semana... Quem conhece, vale sempre a pena ouvir de novo ! Até segunda-feira e aumentem o som...




2 comentários:

sabrina disse...

Ai, cunhada, que palavras lindas e tocantes as que vc postou!!! Vc consegue "captar" a essência do que é ser mãe e transmitir com tanto sentimento e verdade! Vc realmente ama ser mãe. Me emocionei mesmo, viu!! E a música é belíssima.
Parabéns!!
Precisamos aprender a "amar as pessoas como se não houvesse amanhã", se assim fosse o mundo seria de paz!!
Grande bejo!

Camile disse...

Oi Debinha,
o meu código com a Maria Eduarda, é a mão no sovaco... rsrsrs
Isso mesmo... sempre que ela vai dormir ou depois de uma queda, que fica mais manhosa, ela coloca imediatamente a sua mãozinha, as vezes as duas, no(s) meu(s) sovaco(s). Não é lá muito bonito, mas fazer o que? Deve ser pq é quentinho, se lá... vai entender.
bjim..... nos três.