terça-feira, 12 de outubro de 2010

Eternas crianças !

Por aqui, hoje não faz muito sentido falar em Dia das Crianças, afinal é comemorado numa data diferente (dia 1 de junho), mas meu coração verde e amarelo não podia deixar passar em branco.

Sempre que chega esse dia, lembro da minha infância. De como eu ansiava ganhar presente. Minha mãe fazia questão de nos dar alguma coisa. Afinal, qual a criança que não gosta de brinquedo ??? Eu queria montar uma casinha em miniatura. Cheguei a ter muitas coisinhas... Mas meu grande sonho mesmo era ter uma Barbie. Na minha época, elas eram muito caras e nunca ganhei uma... Mesmo assim nunca fui uma criança frustrada ou rebelde por causa disso...


Hoje não sonho mais com bonecas. Afinal, já tenho um bonequinho lindo de carne e osso que preenche os meus dias de alegria e me faz voltar a ser criança. Estamos sempre brincando de bola, esconde-esconde e pega-pega pela casa. Não há nada mais gostoso... A gente transborda de felicidade. Afinal, somos ou não eternas crianças ?  Um dia, li em algum lugar, que somos sim eternas crianças, o preço dos brinquedos é que muda... Engraçado, né ? Mas é a mais pura verdade... rsrsrsrsrsrsr !


  Mas hoje, muito além dos presentes, estou mais pensando nas milhares de crianças Brasil afora que precisam muito mais que brinquedos... Domingo passado vi o filme: Autocarro 174, a última parada. Esse é o título que deram aqui em Portugal. É o filme do Bruno Barreto. Conta a história do menino Sandro que depois de um sequestro frustrado de um ônibus no Rio de Janeiro, acabou morto asfixiado pela polícia. Quem não acompanhou pela televisão essa tragédia que inspirou o filme ???


Hoje, Dia das Crianças no Brasil, estou pensando em quantos Sandros andam aí pelas ruas... Crianças sem teto,sem comida, sem pais, sem amor, sem carinho... Quando a gente é mãe, fica muito mais sensibilizada com esse tipo de coisa... Pequenos que andam perdidos no mundo, largados à própria sorte...
Quando estava no Brasil, cheguei a distribuir brinquedos e doces nos sinais no Natal e no Dia das Crianças. Mas nunca fui capaz de dar algo melhor... uma palavra amiga, um pouco de amor e carinho... 
Infelizmente, essas nunca vão saber o que é ser criança de verdade...


Enquanto escrevo esse post, olho o meu filho a brincar com as minhas velas decorativas. Vocês nem imaginam a cara de felicidade dele. Para já, não há brinquedo melhor... Olho para ele e para as crianças da foto acima... e lembro de uma frase que digo sempre: "até para nascer, precisa-se ter sorte!". Vocês não concordam ? Meu bebê é um menino saudável que tem um pai e uma mãe que são alucinados por ele. É uma criança feliz, cheia de brinquedos. Não lhe falta nada ! Amor lhe damos de sobra...
Como ele há muitas crianças por aí... Que Deus hoje possa lembrar-se de tantas outras que não receberam esses que são os melhores presentes... Que nós possamos nos lembrar mais delas e quem tem o poder nas mãos também !
Aproveitem bem o vosso feriado que aqui é dia de trabalho ! 

3 comentários:

Karol Nascimento disse...

É de cortar o coração né Deby?? Pior é saber que não há nada de concreto feito no país que possa mudar de fato essa realidade. Beijos

Cida Kuntze disse...

Oi Débora!
Me corta o coração saber que muitas crianças não tem infância. É uma triste realidade nesse mundo.

Parabéns pois vai ser tia novamente, felicidades.

Um beijo e boa continuação de semana.

Geovana disse...

oi querida nossa assim como você tambem era doente por uma Barbie, é verdade eram carissimas, no fim nunca tive, e nem por isso me tornei rebelde...
Agora eu tenho a minha bonequinha e meu principe hehehe....
Ainda não vi o filme, mas a tragedia acompanhei pela tv sim, que aflição...tambem concordo contigo, é muito triste ver essa cena ai, pra mim culpa é do governo e tambem dos quem tem mais e só querem adquirir e não reparter com quem tem menos, claro que o mais culpado é governo, deveria ter um controle de natalidade, pra não ocorrer isso, muito triste viu...

Gostei do teu post, um abraço e beijos no filhote.