sexta-feira, 10 de junho de 2011

Vencida por mim...

Comecei a semana decidida também a começar o desmame do Di.
Imaginei que não seria fácil, mas mentalizava que uma hora tinha que ser e pronto !
E por que não agora ?
Bem, segundo a pediatra, a gente que é mãe só deve começar o desmame quando se sentir preparada para isso.
Tem que estar bem psicologicamente e consciente de que não pode voltar atrás na decisão.
Bem, eu achava que estava pronta, pois achava....

O Di hoje só mama pra dormir.
Isso sgnifica 2 vezes por dia: uma na hora da sesta e outra à noite.
Mas o problema é que ele mama durante à noite e isso complica um pouco.
A pediatra disse que o melhor era contar com a ajuda de alguém para colocá-lo para dormir.
Eu tinha que desaparecer literalmente da frente do meu filho.
Disse até para eu deixá-lo um fim de semana com alguém, mas isso nem pensar !
Cadê a coragem ?
Então, nós só temos uma saída: fazer com que o papá se ocupe dessa função.
Mas ele disse que, durante a semana, é complicado pois tinha que ir trabalhar no outro dia.
Resultado: lá fui eu tentar sozinha.

Para fazer o Di adormecer sem a mama foi uma luta.
Ele enroscava-se todo em mim, puxava minha roupa, pedia o peito.
Mas adotei uma dica da querida Simone Scharamm.
Coloquei um curativo em cada peito e mostrava para ele dizendo que não podia mais mamar pois a teta estava dodói.
Ele fazia aquele chorinho de manha, queria tirar o curativo, uma luta.
Resisti.
Coloquei desenhos animados para ele adormecer, música, deitei-o na cama e nada !
Ele simplesmente não conseguia !
Levantava, andava de um lado para o outro, choramingava, vinha pedir a mama, enfim...
Ficamos ali naquela batalha eu e ele por mais de uma hora.
Só consegui adormecê-lo depois que ele estava muito cansado e no colo, sendo embalado e eu cantando para ele.
Ufa ! Ponto para mim !
Pensei: deu resultado !

Lá pelas 3 da manhã, ele acordou procurando a maminha.
Choramingou, tentou, tentou, mas acho que ainda estava com muito sono e acabou por dormir.
Outro ponto para mim !
Levantei, fiz uma mamadeira de leite e deixei ao lado da cama.
Sabia que logo ele ia acordar com fome e estaria ali o substituto.

Às 6 da manhã, voltou a acordar querendo mamar.
Ofereci a mamadeira... coitada !
Ele a empurrava com tanta raiva, ui !
Travamos de novo uma nova batalha e dessa vez fui vencida.
Meus peitos estavam cheios de leite, o menino chorando, não resisti.
Cedi. Voltamos a estaca zero.
Falhei. Fiz exatamente o contrário recomendado.

Mas não fui vencida pelo meu filho.
Fui vencida por mim mesma, pelo meu sentimento de mãe.
Ainda não estava preparada psicologicamente para o desmame.
Chorava calada junto com meu filho cada vez que ele chorava pedindo o peito.
Muito ruim sentir que aquele momento único, só nosso, estava chegando ao fim.
Chorava por ver meu filho pedir algo, eu ter e não dar.
Lembrava de quando era editora de tv e via entrevistas daquelas pessoas pobres que passavam fome nas favelas ou sertão do Ceará.
Entre elas, uma frase era quase unânime: "é muito triste seu filho pedir comida e você não ter para dar".
Toda vez que eu ouvia aquilo, dava uma dor no coração.
E lá estava eu ali, negando ao meu filho o alimento preferido dele.
Não, definitivamente ainda não tinha chegado a hora.
Vamos ver qual será o próximo capítulo dessa novela...

Beijinhos e um excelente fim de semana pra nós !
E o nosso vai ser grande, prolongado: feriado hoje e segunda-feira !
Bendita folguinha !!! 

12 comentários:

Clécia Ferreira disse...

Oláááá... tem alguém em casa? rs
Oi Débora! Conheci você no post da Cida... Afinal, ela tá de niver e eu só tenho ganhado com isso tudo! Gostei do seu post e sou grata a Deus por tua vida! Fica com Deus! Abraço!

Clécia Ferreira disse...

Ei, kd o campo de seguir-te? Não tá aparecendo...

Celina disse...

Débora,
como a Clécia, também a conheci no Compartilhando Bênção.
Esta sua postagem me lembrou do tempo em que amamentava meus filhos.
Todos estão agora adultos e com mais de 30 anos. Mas é um tempo maravilhoso esse, em que convivemos de muito perto com nossos bebês.
Não se preocupe, chegará o dia do desmame sem que você se esforce tanto para isso. Dê tempo ao tempo.

Um abraço.
Da
Celina

Cida Kuntze disse...

Oi Déby!
Vejo que as minhas amigas queridas Clécia e Celina já estiveram por aqui, olha que legal!!! Elas são uns amores.

Querida, essa é uma fase tão única e nossa, cada mulher tem uma experiência diferente. Tenho certeza que uma hora o desmame vai acontecer, que vc estará mais preparada e o Di também.

Amei teu post e um dia essa "novela" vai ter um final feliz.
Beijos carinhosos e um abençoado final de semana.

Genis disse...

Débora, eu não consegui começar o desmame não, mas é mais por mim do que por JM. Ele tb só mama pra dormir, mas ele até consegue dormir sem mim, o marido fica com ele ou ele acaba dormindo sozinho após da mamadeira da noite, mas eu não consigo deixar de oferecer o peito mesmo qdo ele não sente falta. Sem contar que eu ainda tenho muito leite, daí complica mais.
Eu gosto demais de amamentar e ficar pertinho dele, enqto ele mama vai fazendo carinho em mim... ai ai que amor!
Não sei como vou fazer...
Vou escrever sobre isso tb lá no meu blog.
Força pra nós, pq já é hora de parar né amiga....
Beijos.

Lu do Deninho disse...

Imagino como seja dificil....mas ele ta crescido, e vai ser muito mais dificil pra vc do que para ele !
Força amiga !

bjuss

Meiry Mel disse...

olá flor...então como te disse nós não temos q ir pelo gosto do pediatra somos a mãe!e nos decidimos,fiquei feliz d vc ter decidido por continuar amamentando,o alimento preferido dos nossos filhotinhus...bjos

Miguel...Presente de Deus disse...

Amiga o desmame não é nada facil mesmo, principalmente para nós mães. O Miguel parou de mamar no peito com 4 meses porque tive que voltar ao trabalho e ele acabou se acostumando só com a mamadeira, e eu fiquei arrazada pois queria muito continuar amamentando mesmo que a noite quando eu chegava, mas ele não quis mesmo, fiquei morrendo de ciúmes da mamadeira,vê se pode? ciúmes de um bico de plástico,hehehe coisa de mãe mesmo. rs

Bjoka em vcs e um ótimo final de semana

Karol Nascimento disse...

Deby, essa vida de mãe não é fácil! hhhehe Minha querida, força na peruca! Na próxima vc consegue. Beijos e ótimo final de semana.

Simone Scharamm disse...

Oi, amiga,
Sei que é difícil, mas você vai conseguir! Ainda lembro da tristeza que senti quando tive que fazer o desmame. Pra mim foi mais fácil, porque a minha filha mais velha, na época com 15 anos, assumiu o meu lugar para fazê-la dormir. Daí, ela não sentia o cheiro do leite e dormia tranquila.
Um beijo carinhoso pra você e outro pro Dieguinho!
Ótimo fds!

Lucinalva disse...

Oi Débora
Também conheci você através do blog de Cida. Que Deus continue abençoando a sua vida. Amamentar é muito saudável, no tempo certo você vai conseguir o desmame. Tenha um dia abençoado. Um forte abraço.

Cida Kuntze disse...

Oi Débby!
Passei pra desejar um maravilhoso final de semana e também pra te dizer que tem mais uns comentários lá no blog pra você.
Beijinhos e fica na paz!