segunda-feira, 6 de junho de 2011

Matando saudades...

Quem já está com os filhos mais crescidinhos ou entrando na pré-adolescência pode até ter as coisas mais facilitadas...
Mas quem ainda conta com pequenos abaixo dos 5 ou 6 anos deve ter o tempo para estar só com o maridão bem reduzido.
Estou errada ?

Antes do Di nascer, sempre procuramos fazer programinhas para não deixar o casamento cair na rotina...
Ir ao cinema era quase que obrigatório às sextas à noite... tinha também as escapadinhas de fim-de-semana e por aí vai...
Há 2 anos, o que era romântico virou infantil.
Nosso filho mudou o foco de toda a nossa vida, dos nossos passeios.
Tudo passou a ser feito pensando nele e para ele.
Nunca reclamamos, mas claro que, às vezes bate aquela saudade do cineminha, por exemplo !
O Di nos acompanha em tudo, em todos os momentos.
Mesmo que quiséssemos, não tínhamos com quem deixá-lo.
Minha família está longe, a do meu marido também, então somos nós e nós mesmos.
Se por um lado pode parecer cansativo, por outro, somos felizes assim.

Como vocês devem imaginar, com uma criança sob nossa constante responsabilidade, momentos de paz e sossego são raros.
E quando eles acontecem, nós também queremos descansar.
Mas eis que no sábado passado, nosso menino nos presenteou com alguns minutos, para nos fazer lembrar de como também é bom um tempinho só para a mamã e o papá.
Como sempre, o Di foi fazer a sua sesta depois do almoço.
Nesse dia, papai não estava tão cansado e não o acompanhou na soneca.
Resultado: fomos para a sala ver um filme que há muito estava a nossa espera: África Minha.
 Apesar de ser antigo, recomendo !

Abrimos uma garrafa de vinho, bem no meio da tarde e preparei um pratinho de queijo e petiscos.
E ficamos só os dois ali no sofá vendo o filme, petiscando e bebendo um copinho.
Foi muito bom... deu para matar as saudades de instantes como aquele.
Mas como tudo que é bom dura pouco ou dura o suficiente para ser inesquecível, o filme ainda nem tinha acabado e escuto o som de dois pezinhos pequeninos chegando na sala.
O Di veio logo se aninhar no meu colo.
Ficou agarrado a mim e ainda dormiu mais meia horinha...
Mas não o suficiente para a gente acabar de ver o filme.
O finalzinho foi em meio às minhas lágrimas (eu quase sempre choro em filmes), chutes de bola e balão.
Bem, lá estávamos de volta à realidade...rsrsrsrsrs...

E o romantismo aí na casa de vocês, como é que anda ???

Um abraço carinhoso a todas e uma semana abençoada !

7 comentários:

Tuka Siqueira disse...

Romantismo? O que é isso? É de comer? rsrsrsr
Piadas à parte, o romantismo aqui anda mesmo abaixo de zero. Crianças demais, trabalho demais, tempo e dinheiro de menos. Mas domingo que vem é dia dos namorados... vamos ver o que acontece!

Beijos

Cida Kuntze disse...

Oi Débby!
Sei exatamente o que é isso. Nós também moramos longe de nossas famílias e os três estão sempre juntos, pois não tem com quem deixarmos nossa pequena pra um programa há dois.
Mas como agora ela já entrou na escola, as coisas começaram a melhorar nesse aspecto, pois numa tarde que o meu esposo não estava trabalhando, fomos fazer um passeio sozinhos.
De início ficou até estranho, a gente se acostuma a presença deles nos passeios, mas depois foi maravilhoso, pois o casal precisa desses momentos.

Adorei o post.
Ahhh...quando postar o teu texto no Compartilhando aviso, tô postando por ordem que me enviaram.
Beijinhos.

Merciana Amorim disse...

Oiiiii, como vc é especial tem selinho pra vc lá no meu blog,busca lá, xeroooo !!! Mais um !!!

Sandra disse...

Por aqui nós ainda temos esses momentos. Mas como não temos filhos já sentimos a necessidade de partilhar os nossos momentos, de criar novas rotinas a pensar num novo ser, de vivermos a 3 ou a 4, mas enfim por enquanto ficamo-nos pelo romantismo só nos os dois.
Bjs.

Lu do Deninho disse...

èeee.....assim já vou me preparando para essa fase, espero saber lidar com isso !

Simone Scharamm disse...

Amiga, vou te contar uma coisa: aqui em casa são 3 quartos. Mas as meninas dormiram um tempão junto conosco! A caçula, por medo de dormir sozinha, a mais velha, por estar doente e insegura de passar mal de madrugada! Foi difícil demais, nada de romantismo durante muito tempo!rsrs!
Agora, graças a Deus, cada uma já foi para seu quarto e podemos ser um casal de novo!
Mas quanto aos passeios, sempre pensamos nelas primeiro, não tem jeito!rs! Se elas ficam felizes, ficamos também!
Beijo grande!

Carla Mãe da Maria Clara disse...

Oiee!
Como foi o final de semana? Tranquilo?
Por aqui foi tudo muito bom :-)
Beijinhos e uma ótima semana :-)

Vou tentar usar pela primeira vez as forminhas esta semana e coloco algo aqui sobre.

Agora q estou mais entrando no clima aqui..rss

Bjss!