segunda-feira, 31 de maio de 2010

Português - de Portugal ! - para crianças !

Que brasileiros e portugueses, muitas vezes, parecem não falar a mesma língua, isso não é nenhuma novidade... Há pouco mais de três anos morando em terras lusitanas,já deu para dar boas risadas... e outras vezes, ficar com cara de boba, sem entender o que a pessoa estava falando. Certo é que também aprendi um bocado de novas palavras e expressões. Tem gente até que diz que ganhei um pouco de acento(=sotaque) português... rsrsrsrs... E o meu vocabulário aumentou mais ainda depois que fiquei grávida e o Diego nasceu. Por aqui, existem várias palavras e expressões, relacionadas ao universo infantil, que ficariam um bocado engraçadas se usadas no Brasil.
Para começar, aqui "bebê" escreve-se de forma diferente: bébé. E evidente, com o acento agudo, a pronúncia também muda... fica mais aberta. Papai e Mamãe ganham versões carinhosas: Papá e Mamá.  Para chamar as crianças, termos que soam divertidos para nós brasileiros... Imagine chamar seu filho de "puto" ou "miúdo" ??? E por aqui crianças ou adolescentes também ganham o nome de "canalha". Lá na minha terrinha de José de Alencar, canalha é uma coisa bem diferente...rsrsrsrsrs... E se eu lhe disser que meu pimpolho não gosta da xuxa ? Não tem nada a ver com a nossa eterna rainha dos baixinhos. Olha só quem é a xuxa em Portugal:

É a nossa velha e boa chupeta... que também pode ser chamada de "bico". Pois é...
Aqui as mães que trabalham fora têm que deixar os filhos no infantário (=creche) ou com uma ama (=babá).
E mais: engantinhar=a andar de gatas; se o Diego espirrar, devo dizer "santinho!", no lugar de "saúde!". Na hora de comer tenho que por-lhe o "babete", no lugar de "babador"; o potinho de fruta vira "boião"; e o mingau aqui é papa. Para beber, posso usar o biberón... mas nem sempre... é que meu filhote não gosta muito dele (biberón=mamadeira).


Quando brincamos de esconde-esconde, ou melhor, quando "brincamos às escondindas", ao invés de dizer "achou!", digo: "cou-cou !". E não estranhe se, um dia, vier a Portugal e um "puto" pedir-lhe um "chupa"...

Isso mesmo !! O pobre do menino nada mais quer que um pirulito... E para agradecer, ele vai querer lhe recompensar com um "xi-coração" !!! Hein ???

Nada mais é que um abraço... Depois leve-o a passear no popó(=carro). Mas cuidado com o ba-bau ! Quando era criança, todo mundo dizia que um ba-bau era um bicho muito feio... um monstro que ia me pegar... Aqui, pode ser uma coisinha linda como essa !

Os pais portugueses dizem aos filhos que os cães são ba-baus !

E depois do passeio, talvez seja hora do miúdo fazer ó-ó. Essa ficou mais difícil de advinhar ??? Uma ajudinha... 

"Fazer ó-ó" é o mesmo que colocar o puto para dormir... Ihhhh... existem outros termos e expressões que não lembro agora... Imaginem só que, em Portugal, até o Dia da Criança é comemorado numa data diferente da nossa. Enquanto no Brasil é no dia 12 de outubro, aqui é amanhã, 1 de junho (vai ter festa !!!)... E deixa eu correr que ainda tenho que comprar ao Diego uma prendinha... ou melhor... um presentinho !

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Da minha infância para a do Diego !

Gente, agora que voltei a ser criança com o Diego, além de divertir-me brincando, também o faço cantando ! E como o meu filhote adora música, aí dá para imaginar...
Por enquanto, estou no processo de aprendizagem dos hits atuais para os pequenos. De tanto ver os canais da Disney e do Panda, já memorizei alguns. Mas o que gosto mesmo é de cantar-lhe as músicas da minha infância...


Impossível não lembrar dessa !!! É um clássico das canções de roda. Marcou a minha infância e a de muita gente... E creio que ainda hoje continua fazendo sucesso entre a meninada... Querem mais uma ???


E que tal essa ??


Vamos a outra ???

Essa aqui, a minha mãe adorava cantar !

E como esquecer dos saudosos artistas que fizeram sucesso entre as décadas de 70 e 80 ?

Aos poucos, vou recordando canções do Trem da Alegria, do Balão Mágico, da Xuxa... essa, nem se fala !!! Estou resgatando do fundo do baú cada relíquia para o Diego... Infelizmente, não tenho uma memória muito boa, por isso, algumas músicas só são cantandas por partes... ou pela metade... O importante é que ele gosta e a gente vai se divertindo e rindo junto.

Claro ! Eu não podia esquecer do saudoso Carequinha...Eu tinha esse LP (é o novo !!!!) e adorava de paixão... Uma das minhas preferidas era o Rock do Ratinho...
Era uma vez um ratinho pequenino
que namorava uma ratinha pequenina
e os dois se encontravam todo dia
no buraquinho de um ralo na esquina
rock rock rock rock rock
é o rato e a ratinha namorando
rock rock rock rock rock
é o rato e a ratinha se beijando
o ratinho lhe trazia todo dia
um pedaço de toucinho de fumeiro
um tiquinho de farinha e um queijinho
e um pouquinho de manteiga no focinho
rock rock rock rock rock
é o sino da igreja badalando
rock rock rock rock rock
é o rato e a ratinha se casando...

Injustiça também não lembrar desse trechinho...
Super fantástico!
No Balão Mágico,
O mundo fica bem mais divertido!
Sou feliz, por isso estou aqui
Também quero viajar nesse balão!
São tantas...
Uma das preferidas do Diego é "Dedinhos", da Eliana... Bem, na época que essa canção fez sucesso, eu já não era tão criança, mas acho que não tinha uma pessoa que não soubesse cantar...
Os dedinhos
Os dedinhos
Onde estão ? Onde estão ?
Eles se saúdam.
Eles se saúdam e se vão... e se vão...
E para quem quer matar ainda mais as saudades, deixo um vídeo do Trem da Alegria. Esse é em homenagem a minha irmãzinha de coração... Ei, piccola, vê se agora aprende a cantar a música toda. Naquele dia, só lembramos o refrão !!!!rsrsrsrsrs... Assim, da próxima vez que você vier nos visitar, a gente vai fazer bonito para o Diego...
Um abraço saudoso a todos, bom fim de semana... e solta o som !!!!












quinta-feira, 27 de maio de 2010

Voltei a ser criança !!!

É isso mesmo !!! Não de cara, infelizmente... Ahhh, o tempo não perdoa ! Um dia desses achei meu primeiro cabelo branco e quase chorei... rsrsrsrsrrs... Mas resolvi relaxar... Agora que tenho um pimpolho sob minha responsabilidade, sei que muitos outros vão surgir...
Quando digo que voltei a ser criança, é na cabeça. O Diego fez-me um bem enorme... acho que renovei uns 20 anos...rsrsrsrrs... juntos quase parecemos ter a mesma idade...



Você, que como eu, ama ser mãe, sabe bem o que eu estou falando... A gente fica boba mesmo...volta a ser criança junto com os nossos filhotes ! E não tem como não ser diferente, especialmente agora que o Diego está numa fase que interage muito mais conosco. Deixou de ser um bebezinho "come-e-dorme" para ser um "come-dorme-e-brinca". Ahhhh, e como ele adora brincadeiras... Afinal, quem não gosta ??? Quer ver os olhinhos dele brilharem de alegria, basta escutar-me dizer: "Queres a caixinha mágica ?"


Eis a dita cuja ! Nada mais é que uma caixa de toalhitas cheia de coisinhas que ele ganhou... Sentamos os dois e fazemos a festa. Tem horas que o chão mais parece um campo minado de brinquedos...

Vez por outra, encontramos algum esquecido num canto da casa.
Outra coisa que o Diego adora é quando digo: "a mamã bota pra voar !"

Ele vibra quando o erguemos no ar ! Melhor ainda se "arriscamos" umas manobras radicais. Aí é só alegria !!! Tem ainda a guerra dos pés... ihhh, são tantas brincadeiras que o papá vive dizendo: "vocês dois são um prato!" Para quem não conhece a expressão, traduzindo: "vocês dois são demais !" E por falar em papá, a ele, cabe a parte futebolística ! Eis a santa bola do dia-a-dia !

E para aumentar a coleção, ontem, os tios deram-lhe mais uma !
Éramos os três no meio da sala a nos divertir imenso com as bolas. E para engrossar o coro das gargalhadas, juntou-se a nós um amigo do papá que estava aqui em casa. Ficamos exaustos de tanto brincar !

A bola, sem dúvida, é o brinquedo preferido do meu filhote. E agora basta o pai segurar-lhe nos braços e ele já sai andando e chutando. Uma graça !

E o próprio Diego inventa suas brincadeiras... Ele já agarra-se às grades do berço para ficar em pé e pular.... em seguida, solta as mãos para se deixar cair de bumbum e diverte-se imenso assim... Sem falar que qualquer coisa, o mais simples objeto vira brinquedo nas mãos dele... Impossível não voltarmos a ser criança... Impossível não amar ser mãe... Impossível não ser feliz...

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Uma cama para três !

Gente, graças a Deus, minhas pontinhas de preocupação estão indo embora... o Diego está comendo mais... não com um apetite voraz, mas lá vai com um pouco de paciência e persistência... e as manchinhas vermelhas provocadas pelo calor já desapareceram quase todas... Ufa ! Ando bem mais aliviada ! Ele está até dormindo melhor... E por falar em dormir, aqui vai um mea culpa... O nosso pimpolho só consegue se entregar aos braços de Morfeu se estiver nos braços da mamã ou do papá... E só o colinho nem sempre é suficiente. O mais comum é o Diego só adormecer enquanto está a mamar. Pois é... tenho que dar a mão a palmatória, pois sou a culpada por esse "vício" do meu filhote...



Até os 3 meses de idade, quando o Diego acordava no meio da noite para mamar, fazia o ritual certinho. Mamava, arrotava, em seguida ia para o berço. Depois, fui relaxando... passei a trazê-lo para a nossa cama e acabávamos adormecendo os dois. Resultado: hoje somos três na cama ! Para muitos, pode ser considerado um erro, mas verdade seja dita: adoramos ter o nosso filhote juntinho a nós também durante a noite...



O nosso ritual é o seguinte... Quando apago a luz do quarto, ele já sabe... é hora de nanar ! E olha que ele sabe mesmo ! Deito-me para ele mamar e logo adormece. Em dias menos tranquilos, só isso não resolve. Tenho que levantar, embalá-lo, cantar um pouquinho até ele dormir... Aí é só colocar no berço... bem, nem sempre... Às vezes, parece que o colchão tem espinhos ! Mal sente-se lá e começa logo a chorar. Então, não tem jeito: vem para a cama conosco.



De acordo com alguns estudos, os bebés, que dormem com os pais, geralmente mamam mais, porque é mais cômodo amamentar na cama do que levantar com essa obrigação no meio da noite. Os bebés também ficam geralmente acordados menos tempo e podem ainda chorar menos, pois os pais estão ao lado para qualquer eventualidade...
Acredita-se também que os bebês que partilham a cama com os pais, tornam-se crianças mais independentes, extrovertidas e autoconfiantes. Na idade adulta, apresentam uma melhor auto-estima, gerem melhor o stress e estão mais à vontade com a sua intimidade do que os adultos que dormiram sozinhos quando eram bebés.


Mas nem tudo é positivo...o risco maior desse hábito é o da morte súbita: o sufocamento do bebê enquanto se está a dormir (quanto a isso, temos inúmeros cuidados...). Há também quem diga que a criança pode se tornar muito dependente dos pais e esses, futuramente, podem ter muitas dificuldades para que o filhote deixe esse hábito. Há quem defenda que o bebê deva ir dormir num quarto separado dos pais, a partir dos quatro meses, para que possa habituar-se desde cedo com o seu cantinho e a sua individualidade...


Bem, teorias à parte, acho que o que deve prevalecer é o bom senso. Cada mãe, cada pai sabe o que é o melhor para a sua família. Aqui em casa, para já, adoramos dividir a cama por três ! E nas vezes que o Diego consegue ficar a dormir no berço, até sentimos falta dele ao nosso lado, rsrsrsrsrs... Se mais tarde será difícil fazê-lo adormecer num quartinho dele, só o tempo dirá... Enquanto isso, vamos curtindo cada momento nosso... seja de dia ou de noite... Como ouvi de uma mãe... "meu filho só vai ser pequenino uma vez..."

E para finalizar, compartilho com vocês um vídeo que recebi e quase morri de rir... Tomara que nem eu nem o papá tenhamos que chegar a esse extremo...rsrsrsrsrsrs...

video

terça-feira, 25 de maio de 2010

Entrando no clima da Copa !

Que muitos pais realizam-se através dos filhos, isso é verdade ! E se dependesse dos sonhos do papá do Diego, o filho seria um futuro Messi... ou um Cristiano Ronaldo... melhor ainda se fosse como o Ronaldinho Gaúcho ! E para iniciar o menino no mundo do futebol, aos seis meses, o Diego ganhou uma miniatura de bola. E não é que ele gostou desde o início ? Logo foi dando seus primeiros chutinhos. Imaginem só o pingo de gente brincando com o pai. Hoje, aos 10 meses, meu pimpolho não pode ver uma bola ! Fica numa alegria de dar gosto! Quer logo sair aos chutes !!! E quem quiser vê-lo desmanchar-se em sorrisos e gargalhadas, é só colocar o pai em frente a ele, fazendo piruetas com a bola...

E em casa de louco por futebol, ano de Copa do Mundo é um delírio ! Por aqui, os cachecóis já estão a postos ! Dois é claro ! Pais de nacionalidades diferentes, dá nisso !!! Mas tudo na paz ! Bem, pelo menos até o dia 25 de junho quando Portugal e Brasil vão se enfrentar, na primeira fase do Mundial. E o Dieguinho também já tem o adereço dele... Aliás, dois !

O primeiro é esse aí. Uma bandeirinha que nós já o ensinamos a balançar e ele fica todo contente. Até inaugurou ontem, na partida de Portugal contra Cabo Verde. Pena que não houve comemoração de gols. Mas a empolgação dele e a nossa foi grande. Para quem está se perguntando onde está a bandeira do Brasil, temos algo melhor...

Pois é... o Dieguinho já tem uniforme e tudo para ver os jogos do Brasil !

Bem que a gente queria um com o nome Diego nas costas... mas como o dito cujo não foi convocado pelo Dunga, ficou mais difícil... Mas não é que a avó brasileira, coruja que só ela, resolveu dar um jeitinho ??? Mandou bordar o nome do neto numa camisa que qualquer dia desses chega por cá. Essa fico devendo para vocês... Com certeza, a torcida aqui em casa vai ser em grande estilo !!!

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Depois da falta de apetite... o calor !

Olá gente ! Como foi o finde ???
O nosso foi tranquilo, mas com uma pontinha de preocupação...
Como vocês têm acompanhado aqui no blog, o meu pimpolho está numa de fazer dieta. Não quer comer nada ! Pois é... e para aumentar o meu stress, nesse fim de semana, apareceram-lhe umas manchinhas vermelhas no nariz que logo se espalharam pelo rosto, pescoço, costas e barriga. Cada um foi dando uma opinião... é do calor... é varicela.... é alergia...
Ai, ai... nós que amamos ser mães e, pior, somos mães de primeira viagem, ficamos logo em alerta ao mínimo sinal de que algo não vai bem... Só não entrei logo em desespero porque, aparentemente, o Diego estava bem disposto, rindo, brincando e sem febre. Mas não sosseguei até levá-lo ao hospital...



Bem, pelo que disse a doutora não é nada para se preocupar. Deve ter sido uma reação alérgica, provavelmente, provocada pelo calor... Pois é... fez muito calor por aqui, semana passada, e como o meu Diego é um potinho de suor... acabou sofrendo com isso. Imaginem vocês que ele consegue transpirar, e muito, em pleno inverno... agora então, nem se fala...
Assim, ontem mal chegou a casa, foi logo tomar banho, vestir uma roupa levinha e, claro, passar a pomadinha e o hidratante recomendados pela médica. Procuramos deixá-lo o mais fresco possível... até dormiu só de fralda e as manchinhas não amanheceram tão vermelhas. Só espero que esses cuidados sejam suficientes e o meu pimpolho volte logo a ser todo branquinho de novo !



Como a pele das crianças é muito sensível, no calor, é comum o aparecimento de brotoejas (entupimento das glândulas sudoríparas). Com o suor obstruído, cria-se uma inflamação, causando irritação na pele. Mas não adianta dar banhos em excesso. Como a pele do bebê não produz óleo suficiente, o uso de sabonetes fortes também pode provocar irritação e diminuir a proteção contra as bactérias. A dica é usar sabonete com PH neutro e não demorar muito dentro d´água.



Nesses dias mais quentes, não dá para descuidar também da hidratação. Muita água nos pimpolhos ! Até o Diego que não é muito amante désse líquido, está bebendo mais. Não pode esquecer ainda do uso de bonés ou chapéus, roupinhas adequadas e não expor a criança exageramente ao sol.

Pois é... todo cuidado é pouco com os pimpolhos... E o calor por aqui está só começando... Pelo menos, o fim de semana serviu-me de alerta e se já andava atenta com o sol e o Diego, agora, então... Enquanto os banhos, o creme e as roupas fresquinhas vão ajudando a minimizar a "quentura", falta agora fazer o meu pimpolho voltar a comer com vontade... Toda a gente diz que é por causa dos dentes que devem estar a nascer.... mas só Deus sabe como o meu coração anda apertadinho e preocupado com a falta de apetite do meu xuxu...

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Coisas que ficarão para sempre...

A ligação de uma mãe com um filho é algo inexplicável... É um elo de amor, dedicação, cumplicidade... O mundo transforma-se a partir do momento que vemos, pela primeira vez, a carinha linda do nosso pimpolho. E com o passar dos dias, meses, vão estabelecendo-se códigos, hábitos únicos que ficarão marcados para o resto da vida...

Esse é um dos meus com o Diego. Desde pequenino, ele sempre viajou muito de carro. E para transmitir-lhe segurança, ia ao lado dele. Dava-lhe o meu dedo e ele o agarrava com confiança. Nem mesmo a dormir, largava-o... era sinal de que a mamã estava ali...

E ainda hoje, mantemos o gesto. O papá vai no banco da frente, de choffeur... e nós vamos nos divertindo atrás... Quando ele crescer, pode não se lembrar, mas sempre que olhar para a carinha dele, com certeza, vou recordar esses momentos...
Outro facto que vai ficar marcado na minha memória é uma das canções de ninar que o Diego mais gosta... Um belo dia, daqueles que ele não adormecia de jeito nenhum, não sei como nem por que, lembrei-me de cantar-lhe "Pais e filhos", do Legião Urbana. Essa banda marcou muito os adolescentes da minha geração, mas na época, não era das minhas favoritas... Voltando ao Diego, bem... ele adorou a melodia... a música, não sei... Desde a primeira vez que a cantei, acalmou-se e dormiu... Então, entrou no nosso "hit parade" da hora de ninar ! Ontem mesmo tive que recorrer a ela bem no meio da madrugada. Palavras sábias essas do Renato Russo... e agora que sou mãe, fazem muito mais sentido para mim... E você ??? O que marcou ou está marcando o crescimento do seu filho ???
Para quem não conhece a música "Pais e filhos", deixo um presentinho para começar o fim de semana... Quem conhece, vale sempre a pena ouvir de novo ! Até segunda-feira e aumentem o som...




quinta-feira, 20 de maio de 2010

Santo leitinho...

Essa semana, tem sido mesmo difícil fazer o Diego comer... A sopa, coitada ! Fica toda no prato ! O yogurt, só vai até a metade... igual com as papinhas... Se não fosse o leitinho da mamã aqui... sei não... Uma dureza !!! Como não está comendo quase nada, já até notei que ele está mais levinho...
Mas por pior que seja a falta de apetite, meu filhote nunca dispensa o peito. É mesmo um vício. Para dormir, se não tiver com o rostinho colado a ele... é choro na certa !!! Não posso nem reclamar, pois, bem ou mal, fui eu quem o habituou assim. Quando tinha dificuldades para adormecer, era na hora da amamentação que encontrava o consolo ideal para boas horas de sono...

A recomendação dos profissionais de saúde é que o leite materno seja o alimento exclusivo dos bebês. Eu segui a regra à risca, e graças a Deus, o Diego sempre foi um bebê muito saudável. Nunca ficou doente, nem febre teve ! Só ficou gripadinho algumas vezes, mas, em geral, por causa das variações de temperatura...

A importância do leite materno para os bebês é indiscutível ! É o alimento mais completo... Tem todas as proteínas, açúcar, gordura, vitaminas e água que os pequenos necessitam. Além disso, contém determinados elementos que inexistem no leite em pó, como anticorpos e glóbulos brancos. É por isso que tem o poder de proteger o bebé de certas doenças e infecções. Também melhora a formação da boca e alinhamento dos dentes, enfim... os benefícios são inúmeros e não só para os filhos...

Para as mães, a amamentação ajuda a queimar calorias, protege contra a osteoporose, os cancros de mama e do ovário... além de ser prático e mais econômico ! Sem esquecer, é claro, do grande vínculo que se estabelece entre a mãe e filho. Mas quanto mais crescidinhos eles vão ficando, mais nos vem à cabeça: quando é hora de largar o peito??

Depois dos seis meses, o bebê necessita de nutrientes que não são encontrados no leite materno. É aí que a criança começa a diminuir as mamadas e adquirir o hábito de mastigar. A amamentação passa a ser um complemento da alimentação. Segundo a Organização Mundial de Saúde, o aleitamento materno deve acontecer até os dois anos ou enquanto for prazeroso para mamãe e filho. Mas fique atenta para que não interfira na alimentação e acabe prejudicando a nutrição da criança.


Andei conversando com algumas mulheres que já passaram por esse momento e o que elas me disseram foi simples: não adianta forçar o seu filho a largar o peito.Vai ser chegada a hora em que, naturalmente, ele não vai mais querer mamar !
Sendo assim, enquanto o Diego quiser o leitinho da mamã, estarei pronta, sem esquecer, é claro, de estimulá-lo para os outros alimentos... Afinal, amamentar é um dos maiores prazeres de todas nós que amamos ser mães !

quarta-feira, 19 de maio de 2010

A difícil hora de comer !

Ai papai do céu...por que os bebés não gostam de sopinha ???
Essa não é uma exclusividade do meu pimpolho... Já conversei com várias mães e a máxima é sempre a mesma: "é uma luta para o meu filho comer a sopa !" Esse nunca foi o prato preferido do Diego, mas essa semana tem sido demais !! Ele está "tocando o terror" aqui em casa. Mal senta na cadeirinha e vê o pratinho começa logo a esconder a cara e a chorar !


Tem sido um sufoco fazê-lo comer a bendita sopinha... Quando muito, lá vão duas colheres goela abaixo ! Despois, ele fecha a boca, trava os dentes, vira a cara e não tem quem o faça mudar de idéias. A colher vai se aproximando mais uma vez da boquinha dele e o danado começa logo a balançar a cabeça em sinal de "não". O rapaz está ficando tão esperto e "safado" que até chega a bater na colher para derramar a sopa. Já viram o que ele aprendeu sozinho ??? Haja sopa e paciência !!!
O que lhe tem salvo nos últimos dias são as palavrinhas mágicas: "queres um gúti ?" "Gúti" é o nosso código para o velho e bom yogurt. Começa logo a bater palminhas ! Isso ele adora ! Pode ser natural, de cereais, de fruta... Mas ainda assim, não os têm comido com a mesma empolgação de antes... Tem que ser devagar, com uns brinquedos à frente para dar um empurrãozinho e mais um pouquinho de paciência...


O Dieguinho anda com pouca vontade de comer... Disseram-me que talvez seja por causa dos dentes... Ele já tem 8, mas devem estar a pintar outros no pedaço, pois o coitado está mesmo aflito babando-se todo e mordendo tudo o que vê pela frente...



A hora de comer não é só difícil quando o bebê tem pouco apetite. É uma aventura desde que o leite materno deixa de ser o único alimento desses pequenos... Eles se lambuzam todos, sujam a nós e tudo ao redor. A cozinha mais parece um campo de guerra de comida...rsrsrsrsrs ! Você, que ama ser mãe, e nunca passou por isso, atire a primeira pedra... ou melhor, ensine-me a receita mágica de fazer um bebê comer na mais santa e perfeita harmonia... rrsrsrsrrrs !


Até os seis meses de idade, por recomendações médicas, o Diego só, única e exclusivamente, mamou. Depois vieram as papinhas, os mingaus, a sopinha e agora chegou a vez dos alimentos mais sólidos: arroz, pedacinhos de carne e legumes... Ai, ai ... cada novidade é uma careta. Alguns até vão bem, outros nem tanto. Carne de vaca agrada. A batata cozida fica poucos segundos na boca e vem logo cá pra fora.

Mas não pensem que o Diego está magrinho... Ele não é nenhuma bolinha ! É, digamos, cheinho ! Aos 10 meses, pesa mais de 10 quilos. Está um fofo !!! Além dos "gútis", como eu, ele adora frutas ! Depois do almoço ou da janta, tem que ter sempre uma de sobremesa. E também tem muita curiosidade pela comida dos adultos. Não pode ver ninguém comendo algo que fica logo mexendo a boquinha e fazendo gestos de pidão...
Ahhh, mesmo com toda a falta de apetite, só há uma coisa que ele não dispensa de jeito nenhum: o leitinho da mamã ! Pelo andar da carruagem, ele não vai deixar de mamar tão cedo...